Páginas

2010-07-17

Sem imaginação para título cool

(hoje eu ia interromper as cartas para postar um continho que fiz, mas escrevi e decidi isso às 3h da manhã e olhei pra ele hoje e achei uma grande merda. back to letters!)

#27 — The friendliest person you knew for only one day

Alô, Gabi.

Eu te dei aula de matemática há alguns meses (ou terá sido no ano passado?). Tu tinha/tem uns doze ou treze anos, no máximo, apesar de parecer ter onze, e estava na sexta ou sétima série, eu acho (me confundo com essas coisas. sério).

É curioso que essa seja carta pra ti, não? Deus sabe como eu sou impaciente pra ensinar coisas, ainda mais pra pessoas mais novas do que eu. Não tenho paciência mesmo. Mas eu tentava ser o mais legal possível contigo e com a tua prima (que ainda vai ter uma carta só pra ela, veja só!) porque, né, consideração e tal. Mas sabe de uma coisa, Gabi? Eu fico muito feliz de a tua prima não ter mais me chamado pra ensinar Matemática e Inglês pra ela, mas eu bem que queria te ensinar mais uma vez.

O engraçado é que eu nunca tenho assunto com vocês. E nem gostaria de ter se isso significa ter que ouvir Justin Bieber, né. Mas por algum motivo eu te achei uma graça, Gabi! Tu é toda bonitinha, com os teus adesivos no caderno, com a tua letra grande e até mesmo com o corretivo  que tu passou nas fórmulas erradas do teu trabalho. Não me pergunte por que, Gabi, mas eu te achei uma graça mesmo quando tu falou que teus pais não te deixam ler Lua Nova por causa da tua idade.

E, sabe, eu não te fiz um discurso sobre como Anne Rice seria mais saudável e sobre como Twilight te tomaria alguns neurônios. Na verdade, eu não acho que eu tenha te dito algo que tu vá considerar importante, a não ser, claro, como encontrar o maldito x da questão. Literalmente.

Eu acho que gostei de ti justamente porque tu parecia muito novinha. Eu tinha vontade de te pôr no colo e mostrar como fazia a lição, porque tu me defendia, Gabi! Tu, do alto dos teus doze anos, me parecia cem vezes mais madura do que a tua prima. Sim, ela mesma, que se levantou da mesa onde a gente tava estudando pra passar horas no telefone com a amiga, dizendo pra ela em alto e bom som que não se preocupasse com o trabalho porque "ah, minha vizinha nerd  tá aqui em casa". Ah, cara, ao contrário da doce Gabi, eu já posso te mandar ir tomar no cu.

Ops, vamos voltar à programação normal.

Então, Gabi, eu não falo contigo já faz tempo, mas não vou esquecer que tu arrancou umas boas risadas de dentro da armadura que eu visto pra ir tentar colocar alguma coisa na cabeça da tua prima. Eu nunca me dava ao trabalho de conversar com ela, sabe? Me dava dor de estômago. Mesmo que ela continuasse me chamando de nerd com todo aquela carga de nojinho que ela dá à palavra, mesmo que ela continuasse me achando apenas aquela vizinha útil que só gosta de coisa antiga, mesmo que ela faça aquela cara de "de que planeta tu veio?" quando eu digo que estava lendo, eu prefiro nem abrir a boca, se puder. Faço meu trabalho e vou embora, beijos.

Gabi, obrigada por ter conversado decentemente comigo, por ter me ouvido com atenção, por não ter me deixado impaciente e, por favor, cara, não seja como a tua prima e 99,9% das amigas dela. Deixa as coisas boas entrarem na tua cabeça, continua fofinha e doce como tu é, não deixa ninguém te estragar.

Um beijo, e presta atenção nas tuas notas! Qualquer coisa, chama.

3 comentários:

Hide and Seek disse...

Pois é, eu tenho =) Eu usava mais antigamente, mas de vez em quando eu volto a postar frequentemente XD

Vou seguir seu blog -q Eu o lia aleatoriamente, mas é mais prático assim XDD

Morgana G disse...

oun, que tchubi *-*
cara, vou fazer um comentário decente, aproveitar que me sinto decente. não que tenha muito a ver. mas quem te vê, não pensa que você escreve tão bem e você fica ainda mais linda e cute depois que eu leio seus textos. seja postagem ou fics. ah, suas fanfics! sabe, tem uma nos meus favoritos que eu a mostro pra todos os pottermaniacos que eu conheço. '-'
enfim, só queria falar, pra você não pensar que eu sou uma louca que vai te cumprimentar e falar que nem uma retardada sobre seus posts quando a gente por uma suuuper coincidencia for comer na praça verde um dia no mesmo grupinho. sei lá, um dia, do seu p7, quem sabe. '-' beijos e parabens por escrever coisas tão fodas.

Chrissie disse...

<3
Me achou.

-q?! Conto?
Está bem, eu confio em você, Moony.
E gostei da carta. O pessoal aqui do condomínio não confia em mim o suficiente para deixar os filhos pequenos comigo xD hsuahushua
tchaaau