Páginas

2010-01-17

Mas que coisa, hein

...daí que ontem (ou terá sido anteontem?) eu tive vontade de escrever. Mas não somente escrever como estou fazendo agora, ou escrever como escrevo uma carta ou um e-mail ou um recado no Orkut ou uma resposta no formspring. Mas sim de escrever uma história. Ela veio semi-pronta na minha cabeça. Veio o título, as primeiras frases, a atmosfera, e de um modo muito estranho que sempre acontece comigo, eu sei tudo o que vai acontecer e nem sei do que diabos se trata.

Aí eu abri o Word, não necessariamente toda feliz, mas me sentindo produtiva, e escrevi um parágrafo. E, pronto, passou. Criei um épico na minha cabeça e a vontade passou com um parágrafo. Mas que coisa.

E é nessas horas que eu tenho vontade de pegar o Will pra escrever de novo. Tenho vontade de reescrever milhões de vezes cada bendito pedacinho que fiz, só pra olhar de novo e ver que não ficou bom. Pode parecer loucura, e que é por isso que nunca acaba, mas eu adoro fazer isso, hahaha. Se dá pra melhorar o que foi feito, então vamos lá. Aí eu me lembro que tenho dezenove capítulos de Sais de Prata pra terminar, e corro pra ele. Aí eu me lembro que tenho 743627348 de fics pra terminar/começar/continuar, e corro pra elas.

E então eu penso: porra, do que é que eu tô reclamando? Eu devia me sentir a pessoa mais feliz do mundo por ter tanta coisa pra escrever.

Agora dá licença que eu vou assistir o restinho de Milk e baixar Glee.

(aliás, hoje é aniversário da Rebeca e da Chrissie. Parabéns, meninas, vocês são raio, estrela e luar :* )

3 comentários:

.laurel. disse...

Haha...meu computador tem várias histórias começadas. Algumas com apenas uma frase, outras com uns dez capitulos. Tem hora que vem a vontade de escrever e simplesmente passa depois. Dá vontade de chorar.

Beijooo

PS: não tive plot para o chall relampago. Mas vou tentar ainda, ok?
Ps2: sou a phanie ^^

(bruma) disse...

História da minha vida, única diferença é que todas as minhas histórias morrem quando alcançam umas 500 palavras.

Fernanda Adler disse...

CARA, conheço esses traumas, você imagina tanta coisa e acaba em duas páginas, você vê um mundo e descobre que ele é do tamanho de uma drabble.
mas tenha fé xD
HAHAHAHAH