Páginas

2010-01-21

I'm crazy for feeling so lonely, I'm crazy. Crazy for feeling so blue.



Assisti C.R.A.Z.Y. há mais ou menos uma hora. Sei que pra falar de filmes eu tenho que ir pro .status quo., mas esse aqui é especial. Não é nem porque eu quero assistir desde que estreou há séculos, não é nem porque o filme é foda mesmo, não é nem porque eu sempre babei no cartaz, ou porque a trilha é muito boa, ou qualquer coisa assim. É só porque, quando acabou, eu senti que aquilo tudo foi comigo. Eu não lembro da última vez que isso aconteceu. Existem muitos filmes bons no mundo, mas bons mesmo. C.R.A.Z.Y. definitivamente é um deles, mas, porra, aquilo ali definitivamente foi comigo. Sabe quando você passa um tempão sem saber como expressar o que tá sentindo e de repente vê uma coisa que te diz exatamente isso? Pois é. Não sei se é porque eu sou chorona mesmo em filmes, mas que passei um tempinho soluçando depois, isso eu passei. A cena final quebrou minhas pernas para todo o sempre e mais além. Não, não é um filme triste. É só que era tudo o que eu precisava agora.

3 comentários:

Fernanda Adler disse...

você me convenceu a ver esse filme?
eu nunca nem tinha visto, cara. parece tão *---* nem sei o que é direito e se eu não estivesse com frio ia lá locar.

Larissa disse...

tô ansiosa pra tu fazer o post Combo!!!
Amei esse aqui... vai pra minha lista, com certeza!
*-*

bjs
;**

(bruma) disse...

Tem o link para a pirataria? Fiquei interessada, agora.