Páginas

2010-08-02

It's in the water, baby

24 — The person that gave you your favorite memory


Existem várias pessoas que me deram várias lembranças; das piores às melhores. Mas eu acho justo que, nesta carta em particular, eu fale de você, que não é uma pessoa, mas... bem.

Você é o mar. Que esteve presente em umas três (pelo que me lembro) das minhas lembranças mais bonitas. A primeira foi um passeio da escola, em que a turma subiu no farol antigo do Mucuripe - que agora é um museu. Eu odiei subir, porque era uma escada altíssima em espiral que tava me deixando tonta e enjoada, mas a gente subia um atrás do outro e não dava pra simplesmente parar de subir. Quando chegamos no topo, eu tive noção de quanto aquilo era alto, e a coisa só piorou. Acho que foi a partir daí que eu comecei a ter medo de lugares absurdamente altos. Lá era tão alto que o conteineres do porto já não pareciam tão grandes. Mas eu te vi de lá de cima de um jeito que nunca tinha visto antes.

A sua cor era um azul-esverdeado muito bonito. Muito mesmo. Não havia ninguém na praia, é claro, porque a gente estava bem ao lado do porto e também porque havia muitas pedras. Umas pedras enormes, marrom-escuras, bem assustadoras. E você era muito muito muito bonito, apesar de eu estar morrendo de medo daquele farol enorme.

As outras vezes foram quando eu fui à praia. O engraçado é que eu morro de medo até da piscina do CEFET, que é fundíssima mas certamente não chega nem a uma porcentagem mínima do que você é, mas eu não tenho tanto medo assim de ti. Na verdade, quando eu vou até você eu temo as ondas sim, temo que elas me levem para mais longe e mais fundo, mas eu vou assim mesmo. Sabe o que isso me lembra? O Hagrid brincando com o Norberto, hahaha. Você avança, puxa de volta, derruba, arrasta, mas eu estou lá, rindo que nem uma louca e sem querer sair de perto. 

Você, meu caro mar, é a coisa mais linda e assustadora da natureza. E me faz pensar no infinito. Deve ser por isso que eu gosto tanto de você.

2 comentários:

Chrissie disse...

Apesar de morar bem perto da praia, as vezes em que eu o vi foram de certo modo marcantes também.
Ahahaha, o Hagrid e o Norberto? Adorei a comparação!
tchau, Moony

Mialle disse...

MANO, TU ROUBOU MEU POST CARAMBA.
mas, ah o mar. acho que foi a coisa mais linda que já vi.