Páginas

2012-09-12

Tales of contemporary horror


Estar eternamente despreparado para a vida. Achar que precisa estar preparado para alguma coisa qualquer. Buscar um sentido. Encontrá-lo e não saber o que fazer com ele. Remember you must die. Fazer um esforço descomunal para depois sentir tudo escorrer pelos dedos. Não suportar ninguém; muito menos a si mesmo. Sofrer a angústia das pequenas coisas ridículas. Remember you must die. Esquecer-se de quem é. Fugir do passado sabendo que eles não está nos lugares, não está nas pessoas; está em você mesmo. Remember you must die. Memento mori. Remember you must die.

Há algo de reconfortante e - por que não? - assustador em se identificar com personagens. Os meus preferidos formam uma galeria de fucked up people que se estende indefinidamente, mostrando que o mais triste não é que você não seja o único assim, mas sim que todo mundo ao seu redor também o seja.

5 comentários:

Miih disse...

A identificação com o post foi tão grande que é exatamente como tu disse, não sei se me sinto feliz por não ser a única ou sento no cantinho e choro por não ser a única. D:

' Rôh disse...

Nate fisher!

' Rôh disse...

Quem está preparado para a vida?

' Rôh disse...

"Sofrer a angústia das pequenas coisas ridículas."

Ferfa disse...

Tamo junto, tô nessas de me identificar com os fucked up desde 1991.

p.s.: nate <3