Páginas

2010-06-25

Sucrilhos


Hoje foi o último dia de prova desse semestre, finalmente. O que significa que estou de férias, e só preciso voltar ao CEFET semana que vem pra achar um professor arredio e buscar uma prova. Enfim, hoje era o último dia lá na Casa de Cultura e tal, todo mundo do lado de fora da sala esperando a sua vez de fazer a prova oral e procurando duplas e, claro, conversando. E, apesar de ter trocado no máximo uma dez frases extracurriculares com eles durante todo o semestre, resolvi ~socializar~ também.

Então tudo bem, eu estava lá socializando com as pessoas, interagindo com as pessoas, e todas essas coisas bonitinhas, quando chega o assunto dos cursos. Aí o cara vira pra mim e pergunta O que é que tu faz? E eu respondo, obviamente, Informática.

Aí chega aquele momento. Detesto isso.

O momento é quando a pessoa que perguntou fica te olhando com uma cara meio pensativa, e aí finalmente pergunta Mas quantos anos tu tem? e eu respondo muito angelicalmente Dezessete (a um mês de fazer dezoito, com cara de dezesseis e altura de catorze, mas claro que eu não disse isso). E aí eu não entendo por que cargas d'água a pessoa geralmente leva um susto e pensa mais um pouco até dizer Ah, tu tá começando, né? E, bom, aí eu tenho que informar a verdade, Não, eu já tô terminando. 

E aí eu não entendo por que as vezes as pessoas olham como se eu estivesse fazendo uma piada, ou como se não tivesse direito de estar quase no final de um curso aos dezessete anos.Não é uma coisa difícil de imaginar, sabe? Existe um negócio bonito chamado técnico integrado, as pessoas entram geralmente com quinze e saem com dezenove. É a vida, cara. 

Isso só não é pior do que aquela sua vizinha alienada da vida  - que amorosamente chamarei de Blé - que te pára no meio da rua às sete horas da manhã pra perguntar E aí, como é que vai o CEFET? todo santo dia. Sendo que antes, quando soube que você estava no CEFET (e é O CEFET, pelamordedeus, parem de trocar o sexo do instituto) aconteceu o seguinte diálogo:

Blé: E aí, como vai a escola?

Eu: Eu saí de lá, agora tô no CEFET :D

Blé: Ah, que legal! O que é que tu faz lá?

Eu: Informática.

Blé: Ah! E por que que tu parou de estudar? D:

Dá pra entender? .________.

2 comentários:

Bianca Caroline disse...

eu posso entender sobre troca de idades :)
profissionais no mercado de estética e tios e outros possuem o hábito de acharem que tenho treze, apesar de ter dezessete, haha. eu entendo, eu entendo.

/não se preocupe, sou ninguém

enfim, gostei muito do texto de nove de junho ali, muito mesmo

/nova por aqui

Mialle disse...

HAHAHAHAHAHA MOONS, PAROU DE ESTUDAR, SUA LERDA.
hahaha sério, é tenso nego achar que tu não pode ser nova e estar terminando algo e tals, mas deixa pra lá. e volta a estudar, cara.